Ir para o conteúdo

Prefeitura de Costa Rica - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Costa Rica - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
12
12 SET 2022
PARCERIAS
Através do Cidade Empreendedora, moradora de Costa Rica amplia renda e formaliza negócios
Foto Noticia Principal Grande
Empreendedora faz curso no Sebrae para impulsionar sua empresa e aprender a lidar com o público e os produtos — Foto: Arquivo pessoal
enviar para um amigo
receba notícias
Movida pelo desejo de oferecer uma vida melhor para o filho, empreendedora adquiriu conhecimento para melhorar a empresa e, junto com os sapatos, ampliou a variedade de produtos comercializados
 
O empreendedorismo é a alternativa considerada por muitas mulheres que querem ser donas do próprio dinheiro e ter mais autonomia. Com esse propósito, Leidiana Alves, de 38 anos, resolveu mudar de vida ao deixar o trabalho no mercado da cidade para mergulhar no mundo dos sapatos. A empresária é de Costa Rica e montou a LadyShoes em 2015, quando começou com a revenda de calçados femininos como fonte de renda extra.
 
Com o apoio do Sebrae/MS, Leidiana participou de cursos para que conseguisse melhorar o negócio e se tornou microempreendedora individual (MEI). No último ano, com a chegada do programa Cidade Empreendedora no município, executado em parceria com a Prefeitura Municipal, ela fez novas capacitações e, agora, também aposta na comercialização de outros tipos de produtos para ampliar os lucros.
 
Foi com muito trabalho que Leidiana conseguiu se estabelecer no mundo dos negócios. Natural de Mineiros (GO), ela se mudou com a família para Costa Rica (MS) ainda na adolescência. Se casou, morou durante anos em uma fazenda com o marido e, tempos depois, decidiu retornar à cidade em busca de trabalho. Sem formação acadêmica, Leidiana teve dificuldade de encontrar um emprego, até que finalmente começou a trabalhar em um mercado local.
 
Sendo mãe e querendo proporcionar qualidade de vida para o filho Roger Felix Amorim, de 15 anos, a empresária sempre conversava com a colega de trabalho do mercado, Camila, que a inspirou a empreender. Apesar do incentivo, foi só em 2015 que Leidiana fundou a empresa LadyShoes. O empreendimento começou quando ela menos esperava.
 
“A prima da minha amiga estava vendendo uns sapatos, aí minha amiga falou para gente ir lá dar uma olhada. Eu nem estava muito animada, fui mais de companhia mesmo, mas quando a gente chegou lá, a moça que estava vendendo estava muito desanimada e disse que não ia seguir no ramo. Foi então, que brotou algo em mim e decidi que eu ia vender”, relembrou.
 
Assim como muitas empreendedoras, Leidiana começou pequena, vendendo para a família, as amigas e as colegas, mas a clientela foi aumentando e se tornando cada vez mais fiel. A empresa foi crescendo e ela percebeu que eram muitas atividades para administrar: casa, família, trabalho tradicional e empreendedorismo. Então, decidiu sair do seu emprego no mercado e se dedicar às vendas.
 
Um obstáculo enfrentado por Leidiana foi a timidez, já que no começo tinha dificuldade em se relacionar com os clientes. Para driblar esse desafio, ela buscou ajuda do Sebrae e começou com um curso de Relações Interpessoais. “O Sebrae é uma das instituições mais conhecidas do Brasil, então, quando comecei a empreender, queria fazer um curso lá. Fiquei muito feliz quando deu certo. Afinal, depois da capacitação tudo mudou. Foram apenas dois dias, mas que me ajudaram a lidar melhor com as pessoas. Foi fundamental na minha profissão e na minha vida”, contou Leidiana.
 
No último ano, com a chegada do programa Cidade Empreendedora em Costa Rica. O Sebrae/MS, em parceria com a Prefeitura Municipal, levou para o município diversas capacitações para o comércio local com a proposta de oferecer suporte para fortalecer e fomentar o empreendedorismo. Por meio das ações, Leidiana aprendeu ainda mais e enfatiza a importância do trabalho desenvolvido pelo programa para apoiar os comerciantes.
 
“A chegada do programa Cidade Empreendedora foi um novo ‘olhar’ da prefeitura voltado para o microempreendedor. Isso mostra a preocupação em desenvolver os pequenos empresários levando conhecimento através dos cursos e oficinas, que nos ensinaram, principalmente, a precificar da forma correta e também a administrar melhor as finanças”, destacou.
 
Com novos conhecimentos, Leidiana decidiu ampliar a variedade produtos oferecidos à clientela e passou a vender também peças de cama, mesa e banho. Depois que entrou no ramo de enxoval, ela percebeu que tanto mulheres quanto homens compram bastante. “São peças que você está sempre precisando, seja um tapete ou um lençol, uma toalha de mesa nova, então adotei essa estratégia pensando como consumidora mesmo”, pontuou Leidiana.
 
A empreendedora segue investindo em ampliar a cartela de produtos e, em abril deste ano, passou a vender semijoias, aproveitando já a clientela feminina dos sapatos. “Penso que quem vende sapato, vende roupas, vende enxoval, vende semijoias. Quem se adapta em vender, vende qualquer coisa que se propõe a fazer, desde que busque informação, divulgação e apoio”, ressaltou.
 
A empreendedora se diz grata pelas oportunidades e pelo rumo que sua história tomou: “Eu enxerguei no empreendedorismo uma nova forma de viver. Eu pedia muito pra Deus uma ideia e as coisas foram acontecendo. O empreendedorismo mudou a minha vida e hoje, com a ajuda do Sebrae, eu estou no ramo, regularizada como MEI e realizada na minha profissão. Antes eu tinha uma mentalidade pequena e agora eu enxergo infinitas possibilidades”, concluiu Leidiana.
 
Cidade Empreendedora
 
Voltado para promover o desenvolvimento local a partir do fortalecimento dos pequenos negócios, o programa Cidade Empreendedora é desenvolvido pelo Sebrae/MS, em parceria com as prefeituras dos municípios que aderiram à iniciativa. Em Costa Rica, o programa teve início em julho de 2021 e segue até dezembro deste ano com ações voltadas tanto para dar apoio aos pequenos negócios locais quanto para melhorar o ambiente de negócios da cidade.
 
Além de Costa Rica, atualmente, são atendidos pelo Sebrae outras 31 Cidades Empreendedoras. São elas: Amambai, Bandeirantes, Camapuã, Chapadão do Sul, Corumbá, Dourados, Inocência, Jaraguari, Jardim, Maracaju, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paraíso das Águas, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Selvíria, Sonora e Terenos.
Para mais informações sobre o programa Cidade Empreendedora, acesse cidadeempreendedora.ms.sebrae.com.br ou ligue 0800 570 0800.
 
Fonte: Assessoria de Comunicação
Autor: Assessoria de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia