Ir para o conteúdo

Prefeitura de Costa Rica - MS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Costa Rica - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
27
27 OUT 2023
SAÚDE
Costa Rica mantém salto de eficiência em saúde preventiva e ocupa a 10ª colocação entre os 79 municípios de MS
enviar para um amigo
receba notícias
No segundo quadrimestre de 2023, Costa Rica se destaca no Ranking Resultado do Previne Brasil, ocupando a 10ª colocação entre os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Com um Indicador Sintético Final de 9,42% e um desempenho de 546.18, o município mostra avanços significativos na área de saúde preventiva e mantém o índice do quadrimestre anterior. O primeiro lugar no estado é ocupado por Iguatemi, com 10,00 e desempenho de 812.00. Na região Norte do Estado, apenas Alcinópolis aparece na 14ª posição, com 9,37 e desempenho de 634.53. No Centro-Oeste Costa Rica ocupa a 98º posição.
 
O prefeito de Costa Rica, delegado Cleverson Alves dos Santos, parabenizou a equipe pela conquista e enfatizou que o resultado é resultado de um conjunto de ações coordenadas, investimento em saúde e uma equipe comprometida em cumprir com seus objetivos. Ele ressaltou o investimento em infraestrutura física, tecnológica, capacitação e valorização profissional como fatores que contribuíram para o progresso do município.
 
De acordo com o relatório quadrimestral de indicadores de 2023, Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB), no segundo quadrimestre, a Prefeitura de Costa Rica, através da Secretaria de Saúde, alcançou bons resultados em diversos indicadores de saúde preventiva. A proporção de gestantes com pelo menos 6 consultas pré-natal realizadas, sendo a primeira até a 12ª semana de gestação, ficou em 45%. Já a proporção de gestantes que realizaram exames para sífilis e HIV em pré-natal alcançou 65%. No que diz respeito à saúde bucal das gestantes, o índice foi de 65%. A cobertura citopatológica, que avalia a saúde das células do colo do útero, ficou em 43%. Em relação à vacinação de crianças de 1 ano de idade contra doenças como difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, infecções causadas por Haemophilus Influenza e tipo b e poliomielite inativada, a cobertura atingiu 73%. Além disso, foi registrado que 47% das pessoas hipertensas tiveram a pressão arterial aferida e 57% dos diabéticos tiveram solicitação de hemoglobina G.
 
O secretário de Saúde, Jovenaldo Francisco dos Santos, ressaltou que a reformulação e informatização da rede de saúde foram essenciais para o êxito do programa. A modernização dos sistemas e o uso de tablets pelos agentes comunitários de saúde possibilitaram um acompanhamento mais eficaz e transparente das atividades desenvolvidas em Costa Rica. Ele também enfatizou a necessidade de manter as informações constantemente atualizadas e de assegurar uma sintonia entre os profissionais e gestores em relação às metas do programa.
 
Os dados do Indicador Sintético Final mostram que Costa Rica teve evolução nos percentuais de atendimentos ao longo dos anos. No primeiro quadrimestre de 2018, o índice foi de 2,24%, caindo para 1,28% no segundo quadrimestre e subindo para 3,08% no terceiro quadrimestre. Em 2019, o primeiro quadrimestre registrou 3,67%, seguido de uma queda para 2,86% no segundo quadrimestre e um novo aumento para 3,07% no terceiro quadrimestre. Em 2020, os índices continuaram subindo, com 4,37% no primeiro quadrimestre, 4,4% no segundo e 5,16% no terceiro. Já em 2021, o primeiro quadrimestre alcançou 3,97%, subindo para 4,72% no segundo e 6,26% no terceiro. Em 2022, os números continuaram a crescer, com 4,77% no primeiro quadrimestre, 5,36% no segundo e 6,60% no terceiro. Finalmente, em 2023, o primeiro quadrimestre registrou 8,93%, seguido por um aumento para 9,42% no segundo quadrimestre, o melhor índice desde 2018.
 
A coordenadora da Atenção Básica, Jessica Guimarães Costa, enfatizou o empenho das equipes das unidades de saúde do município, que se esforçam para oferecer um atendimento dedicado e de qualidade aos pacientes. Ela ressaltou que a notável melhora nos indicadores é resultado do trabalho conjunto e do compromisso de todos os profissionais envolvidos.
 
O Programa Previne Brasil, instituído pelo Ministério da Saúde em 2019, avalia os municípios em relação a indicadores de saúde e define a classificação e a forma de repasse de transferências mensais de verbas públicas para as prefeituras. O novo modelo de financiamento leva em consideração quatro critérios: capitação ponderada, pagamento por desempenho, incentivo para ações estratégicas e incentivo financeiro com base na população. Com base nesses critérios, Costa Rica conseguiu melhorar sua posição no ranking e receber mais recursos.
 
Com o salto de eficiência em saúde preventiva, Costa Rica se destaca no estado de Mato Grosso do Sul e demonstra o compromisso do município em oferecer serviços de qualidade e garantir o bem-estar da população. O investimento em infraestrutura, tecnologia e capacitação profissional tem sido fundamental para o avanço na área de saúde e para a melhoria dos indicadores.

Confira abaixo os dois últimos Ranking Resultado do Previne Brasil MS:

Ranking Resultado do Previne Brasil MS Quadrimestre 2023 Q2

Ranking Resultado do Previne Brasil MS Quadrimestre 2023 Q1
 
Fonte: Assessoria de Comunicação - PMCR
Autor: Silvestre de Castro - Jornalista e Radialista
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia