Ir para o conteúdo

Prefeitura de Costa Rica - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Costa Rica - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
23
23 NOV 2022
SAÚDE
Agentes participam de capacitação sobre prevenção e controle da Doença de Chagas e Leishmaniose Visceral
enviar para um amigo
receba notícias
Agentes Comunitários de Saúde, de Endemias e do Controle de Vetores de Costa Rica participaram de uma capacitação nesta terça-feira (22) e quarta-feira (23) sobre prevenção e controle da Doença de Chagas e Leishmaniose Visceral.
 
A ação é realizada pelo Governo do Estado, através da SES (Secretaria Estadual de Saúde) e o Governo de Costa Rica, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância em Saúde e Controle de Vetores.
 
A capacitação foi conduzida pelos técnicos da SES, Marcos Alves da Silva e Altair Rufino Serafim, com treinamento teórico realizado na terça-feira no auditório da SEMED (Secretaria Municipal de Educação) para os agentes comunitários e de endemias. Já a equipe do Controle de Vetores, contou com treinamento técnico nesta quarta-feira, onde foram abordados manuseios de equipamentos, aplicação de inseticida entre outros.
 
Conforme o secretário municipal de Saúde, Jovenaldo Francisco dos Santos, “os agentes receberam informações importantes para que possam desenvolver de forma eficaz o controle de doenças endêmicas e estarem cada vez mais aptos a auxiliar a população”, disse.
 
Para o coordenador municipal de Endemias, Geandro dos Santos Almeida, apesar da situação endêmica do município ser tranquila em relação às doenças em debate, participar da reciclagem é essencial. 
 
“É uma iniciativa importante para manter a equipe atualizada sobre os protocolos e ações de prevenção para evitar proliferação de transmissores. A colaboração da população também é indispensável para ampliar o combate, mantendo quintais limpos e eliminando possíveis criadouros de mosquitos ”, avalia o coordenador.
 
Doença de chagas
É a infecção causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. As principais formas de transmissão da doença de chagas são: vetorial - por meio do inseto barbeiro; oral - ingestão de alimentos contaminados; vertical - pela passagem de parasitos de mulheres infectadas para seus bebês durante a gravidez ou o parto; transfusão de sangue ou transplante de órgãos de doadores infectados e acidental - pelo contato da pele ferida ou de mucosas com material contaminado.
 
Os principais sintomas da doença são: febre prolongada (mais de sete dias); dor de cabeça; fraqueza intensa e inchaço no rosto e pernas.
 
Leishmaniose visceral
Conhecida como calazar, a leishmaniose visceral é uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar ao óbito em até 90% dos casos. É transmitida pela picada de fêmeas do mosquito palha. Os principais sintomas da doença são: febre de longa duração; aumento do fígado e baço; perda de peso; fraqueza; redução da força muscular e anemia.
 
Para ambas as doenças, existem diagnósticos e tratamentos ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ao sinal dos sintomas, a população deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima.
 
Fonte: Assessoria de Comunicação
Autor: Angela Bezerra
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia