Ir para o conteúdo

Prefeitura de Costa Rica - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Costa Rica - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
17
17 NOV 2022
SAÚDE
Em 14 dias, arrastão contra mosquito da dengue recolhe 47 caminhões de entulhos em Costa Rica
enviar para um amigo
receba notícias
Terminou na última sexta-feira (11), as ações do arrastão para exterminar os possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti em Costa Rica. Ao todo foram retirados 47 caminhões de entulhos (possíveis criadouros) de residências e vias públicas, uma ação realizada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde - Departamento de Vigilância em Saúde e Controle de Vetores.
 
A ação contra proliferação do mosquito transmissor da dengue, chicungunya e zika vírus, teve início no dia 24 de outubro, percorrendo todos os bairros do município e a Comunidade da Lage eliminando os focos do mosquito e também em todas as saídas da cidade, onde a limpeza foi reforçada.
 
Conforme o prefeito Cleverson Alves dos Santos, este é o segundo arrastão realizado na cidade, uma intervenção rápida e precoce para evitar possíveis epidemias, consideradas os grandes desafios da saúde pública.
 
“Além das ações promovidas pelo Governo Municipal, é fundamental a colaboração contínua de toda a população no combate à dengue, chikungunya e zika vírus, mantendo os quintais sempre limpos e não deixando água parada”, reforça o gestor.
 
O secretário municipal de Saúde, Jovenaldo Francisco dos Santos, agradece toda população pela receptividade que os agentes de combate a endemias tiveram e ressalta que o objetivo do arrastão  é manter o índice de infestação do Aedes aegypti abaixo de 1% diminuindo o risco de epidemias dessas doenças.
 
De acordo com o coordenador de Controle de Vetores Geandro Almeida dos Santos, durante o arrastão varios moradores foram notificados devido ao grande acúmulo de lixo nos quintais  e alerta que todos os proprietários que forem reincidentes serão multados conforme Lei Municipal 1.232 de 08 de maio de 2015 e encaminhados ao Ministério Público.

 

 “A principal forma e prevenção de combate ao mosquito transmissor, é eliminar os criadouros, de forma coletiva. Portanto, os proprietários precisam tirar um tempinho para fazer a limpeza do seu quintal, caixa d’água e calhas e eliminar entulhos e qualquer objeto que possa acumular água, afastando também a possibilidade de multa”, justifica.
 
De 1º de janeiro até agora, Costa Rica teve 149 notificações de dengue, com 65 casos confirmados e nenhuma morte foi registrada
Fonte: Assessoria de Comunicação
Autor: Angela Bezerra
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia