Ir para o conteúdo

Prefeitura de Costa Rica - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Costa Rica - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
16
16 NOV 2021
Em 13 dias, arrastão contra mosquito da dengue recolhe 52 caminhões de entulhos em Costa Rica
enviar para um amigo
receba notícias
Terminou na última sexta-feira (12), na comunidade da Lage, as ações do arrastão para exterminar os possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypti em Costa Rica. Ao todo foram retirados 52 caminhões de entulhos de residências e vias públicas, uma ação realizada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde - Departamento de Vigilância em Saúde e Controle de Vetores, com apoio das Secretarias de Educação e Obras.
 
A ação contra proliferação do mosquito transmissor da dengue, chicungunya e zika vírus, contou com a participação de 47 pessoas, que em 13 dias percorreram todos os bairros do município e a Comunidade da Lage eliminando os focos do mosquito e também em todas as saídas da cidade, onde a limpeza foi reforçada. Este é o primeiro arrastão realizado na cidade em menos de um ano de gestão, uma intervenção rápida e precoce para evitar possíveis epidemias, consideradas os grandes desafios da saúde pública.
 
O prefeito de Costa Rica, Cleverson Alves dos Santos, ressalta a importância do trabalho preventivo. "Foi de extrema importância esse arrastão. O trabalho em conjunto de secretarias, dos agentes de endemias e dos trabalhadores temporários durante esses 13 dias promoveu uma varredura em todos os bairros da cidade, prevenindo a proliferação do mosquito e provando que o trabalho de uma equipe dinâmica sempre rende excelentes resultados", afirmou o gestor.
 
No ano de 2020 Costa Rica teve 702 notificações de dengue, com 293 casos confirmados, e a morte de um idoso de 72 anos causada pela doença. Já este ano foram realizadas 16 notificações, 13 casos confirmados e nenhuma morte.
 
O coordenador de controle de endemias, Geandro Almeida dos Santos, explica a necessidade desse trabalho e a importância da colaboração da população. “Percebemos durantes as visitas que a população está cada vez mais consciente e isso vem facilitando o trabalho dos agentes, que percorrem casa por casa, retirando possíveis criadouros do mosquito. Nesta etapa foram recolhidos os objetos que acumulam água, como copos plásticos, garrafas PET, pneus, entre outros.  Além desses arrastões estamos constantemente fazendo várias atividades paralelas e de conscientização nas escolas e com a sociedade civil”, concluiu Geandro.
Fonte: Assessoria de Comunicação
Autor: Assessoria de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.2.7 - 04/10/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia