Secretaria de Obras conclui terraplanagem em área onde serão construídas unidades habitacionais

23/07/2021 às 14:53:00

O Município de Costa Rica, através da Secretaria Municipal de Obras, conclui nesta sexta-feira (22) os trabalhos de terraplanagem no Residencial Flor do Cerrado. A área possui uma extensão de 19.625 m² onde serão construídas 33 moradias de produção para famílias de baixa bem como 80 lotes urbanizados.  

Conforme o gestor da pasta, Penides Garcia Jacinto, o serviço foi feito em duas etapas, de 10 a 22 julho e depois de 10 a 23 de julho, sendo utilizados três caminhões basculante, uma moto niveladora, um caminhão pipa e um rolo compactador CA25.

Ainda segundo o secretário, para a terraplanagem da área foram utilizados 4.070 m³ de terra.

Fiscalização da Agehab
No dia 8 de julho a secretária municipal de Assistência Social, Evair Gomes, esteve no Residencial com o assessor executivo da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), Antônio Pardo.

Na oportunidade, o representante da agência apontou as adequações necessárias para as próximas etapas.

Convênio assinado
Em 9 de julho, o prefeito Cleverson Alves dos Santos assinou convênio com a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) e a Agehab  para a construção de casas populares destinadas à população de baixa renda de Costa Rica. 

São 33 casas populares e que fazem parte do programa habitacional promovido pela prefeitura, que conta com diversas modalidades, desde o Lote Urbanizado ao Casa Verde e Amarela.

De acordo com o prefeito, a prefeitura custeou metade do valor total (de aproximadamente R$ 2,5 milhões e o Governo do Estado a outra metade.

Lote Urbanizado
A iniciativa da Agehab com o Lote Urbanizado, em parceria com as prefeituras, tem a finalidade de oportunizar às famílias acesso a uma moradia digna, indo além dos programas habitacionais do Governo Federal.

De acordo com as regras do projeto, a Agehab tem como responsabilidade a construção das bases da fundação de uma residência até o contrapiso, fossa séptica e sumidouro, enquanto o pretendente selecionado é responsável pela conclusão da unidade habitacional no prazo de até 2 anos.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação